A GOL anunciou hoje (16/07) durante o Farnborough Airshow uma encomenda para 30 aviões do modelo 737 MAX 10, a partir de uma conversão de parte da encomenda anterior da companhia para 120 aviões 737 MAX 8.

Além disso, a GOL adicionou mais 15 aviões 737 MAX 8 ao seu pedido anterior. Dessa forma a GOL agora tem 114 aviões do modelo 737 MAX 8 encomendados e 30 da variante MAX 10.

A companhia recebeu o primeiro 737 MAX 8 da sua frota há duas semanas, e já está operando voos comerciais com a aeronave. Uma segunda unidade já está montada na Boeing, em Renton, e deverá ser entregue em breve.

Renderização de como será o 737 MAX 10 da GOL.

A grande diferença da variante MAX 8 para a MAX 10 é a capacidade de passageiros, o modelo MAX 8 pode ser equipado com até 189 assentos, enquanto MAX 10 é possível equipar com 230 assentos.

Dessa forma a GOL terá maior capacidade em algumas rotas específicas no Brasil, com o 737 MAX 10, e menor custo por passageiro transportado.

As entregas dos 135 aviões da família 737 MAX para a GOL será realizada até 2028.

 

O 737 MAX 10

Lançado oficialmente em 2017 como forma de concorrer melhor com o Airbus A321neo, o novo 737 MAX 10 incorpora uma série de alterações em comparação com o MAX 9.

A Boeing acrescentará mais uma seção e meia na fuselagem do 737 MAX 9, aumentando o tamanho do avião em 1,68 metros, dessa forma a capacidade da aeronave saltará de 220 passageiros para 230.

Uma leve alteração no trem de pouso será realizada, para evitar o tail strike nos procedimentos de decolagem e pouso. A altura será ampliada através de uma alteração no amortecedor da aeronave, permitindo manter o mesmo compartimento do trem de pouso das outras versões.

O motor será o mesmo que equipa o 737 MAX 9. Dois CFM Leap-1B, com 28 mil lbs de empuxo (cada), serão responsáveis pela propulsão do jato.

O avião já acumulou mais de 450 pedidos firmes, provenientes de 18 clientes em todo o mundo. As entregas estão programadas para começar no período de 2020.