A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), apresentou hoje os dados de tráfego aéreo referente aos aeroportos do Brasil em agosto de 2018.

A demanda (em passageiros-quilômetros pagos transportados, RPK) registrou aumento de 4,3% em agosto de 2018, comparada com o mesmo mês de 2017. O indicador alcançou o seu maior nível para o mês na série histórica iniciada em 2000.

Foram transportados 7,9 milhões de passageiros pagos em voos domésticos, representando variação positiva de 4,2% em relação ao mesmo período do ano anterior.

A oferta (em assentos-quilômetros ofertados, ASK), na mesma comparação, registrou crescimento de 4,7%. Nos oito primeiros meses do ano, tanto a demanda quanto a oferta apresentaram crescimento acumulado de 4,7%.

Em agosto de 2018, a Gol apresentou 34,0% de participação no RPK doméstico e a Latam obteve 32,6%, representando variações de -2,4% e -3,8%, respectivamente, na comparação com o mês de agosto de 2017.

A Azul alcançou participação de 19,2% no mês (+9,9%), enquanto a Avianca respondeu por 13,7% (+3,7%) da demanda doméstica. Assim, a participação das empresas concorrentes das duas líderes foi de 33,3% em agosto de 2018, que representou aumento de 6,9% na comparação com o percentual apurado em igual mês do ano anterior.

Azul, Avianca, Gol e Latam apresentaram crescimento em suas demandas (RPK) no mês, de 14,6%, 8,2%, 1,8% e 0,3%, respectivamente.

Em agosto de 2018, a taxa foi de 80,0%, o que representou baixa de 0,3% frente ao mesmo mês do ano anterior. O aproveitamento nos oito primeiros meses do ano foi de 80,7%, valor igual ao verificado no mesmo período de 2017.

 

Carga no mercado doméstico

Em agosto de 2018, foram transportadas 42.187 toneladas, o que representou crescimento de 11,4% em relação ao mesmo mês do ano anterior. Nos oito primeiros meses do ano houve um crescimento acumulado de 12,6%.

 

Internacional

Avianca foi o grande destaque de crescimento no mês de agosto. Foto – Avianca Brasil

Em agosto de 2018, a demanda internacional das empresas brasileiras apresentou aumento de 15,7%, enquanto a oferta cresceu 19,6%. No mês, foram transportados 797 mil passageiros pagos em voos internacionais. Os três indicadores alcançaram o seu maior nível para agosto na série histórica iniciada em 2000.

No acumulado de janeiro a agosto de 2018, a demanda internacional cresceu 15,6% e a oferta aumentou 19,1%, em comparação com igual período de 2017.

A empresa Latam encerrou o mês de agosto de 2018 com 68,8% de participação e alta de 7,9% no RPK.

Já a Azul obteve 15,7% de participação e crescimento de 43,4% no RPK em comparação a agosto de 2017, enquanto a Avianca alcançou a fatia de 7,9% (aumento de 164,2% no RPK).

A Gol figurou como a quarta empresa aérea brasileira neste mercado, alcançando 7,6% da demanda internacional de passageiros em agosto do ano corrente (redução de 13,2% em comparação com o mesmo mês do ano anterior).

As participações de Avianca e Azul avançaram 128,3% e 23,9% respectivamente, enquanto, Gol e Latam tiveram suas fatias reduzidas em 25,0% e 6,7%, respectivamente.

Em agosto de 2018, a taxa de aproveitamento foi de 81,6%, o que representou redução de 3,2% em relação a agosto de 2017. Nos oito primeiros meses do ano, o indicador acumulou baixa de 2,9% na comparação com igual período de 2017, tendo sido apurado em 82,7%.

 

Carga no mercado internacional

Em agosto de 2018, foram transportadas 22.959 toneladas, o que representou aumento de 14,6% ante o mesmo mês do ano anterior. Trata-se da maior quantidade transportada no mês na série histórica iniciada em 2000.

O indicador acumulou aumento de 31,7% nos oito primeiros meses do ano.

 

Via – ANAC