Foto - Divulgação

A GOL Linhas Aéreas publicou hoje (09/06) uma atualização para o investidor, informando como planeja devolver aeronaves de geração antiga, Boeing 737 NG, e receber os novos 737 MAX.

Durante o mês de maio a GOL devolveu duas aeronaves aos lessores, e encerrou o mês com uma frota de 130 aviões Boeing 737.

Em 2020 a GOL já devolveu neste ano 11 aviões Boeing 737-800 que estavam arrendados, a maioria através de contratos de subleasing. Além disso, a GOL planeja devolver sete aviões no 2º semestre deste ano, e mais 30 entre 2021 e 2022.

A companhia ressaltou que pode devolver mais aeronaves, se a demanda não for recuperada como o esperado. A GOL ainda reduziu seus aviões Boeing 737 MAX a receber entre 2020 e 2022, para 47 aviões.

Desta forma a GOL reduziu seu CAPEX em R$ 300 milhões, entre junho e dezembro, com planos de financiar totalmente o CAPEX e a revisão de motores em 2020. Ou seja, a companhia não terá gastos com Despesas de Capitais.

Em junho a GOL espera ter 27 aeronaves operacionais na malha, ante 13 aviões em maio deste ano.

 

DEIXE UMA RESPOSTA