Foto - Gol Linhas Aéreas

A volta do Boeing 737 MAX está acontecendo gradativamente no mundo todo. No Brasil, a GOL, única companhia a utilizar o modelo na frota, tem programado para amanhã (24/11) um voo de certificação juntamente com a ANAC. O voo poderá sofrer alterações ou cancelamento se for necessário.

Uma segunda data está marcada para o dia 28 de novembro, como provável data do voo de certificação.

O voo é importante para verificar todas as novas atualizações e mudanças feitas para a volta segura do 737 MAX. Atualizações nos softwares, juntamente com o novo treinamento para os pilotos estão entre as principais mudanças para na nova diretriz de aeronavegabilidade do avião.

A GOL tem hoje, 7 aeronaves na frota, das matrículas PR-XMA ao XMG. Algumas aeronaves já estão pintadas a prontas na Boeing. Entretanto, também irão passar por todo o processo de verificação e atualização mas com esses aviões o processo será feito na Boeing juntamente com a FAA.

Espera-se que após esse voo, a ANAC autorize a volta do 737 MAX aos céus do Brasil. Um importante ponto colocado pela American Airlines, parceira da GOL que também utiliza o modelo é de não obrigar o passageiro a voar na aeronave se não se sentir seguro.

A companhia americana disse que vai permitir o passageiro mudar de voo se não se sentir confortável de voar no 737 MAX. Como parte de mudar um pouco o peso do nome MAX, a GOL alterou o nome das aeronaves para 737-8. 

DEIXE UMA RESPOSTA