GOL vai comprar todas as ações da Smiles, em movimento de incorporação

GOL Smiles

(Reuters) – A GOL anunciou nesta segunda-feira nova proposta de incorporação da Smiles, com prêmio de apenas cerca de 2,7% em relação ao fechamento de sexta-feira, mas com a relação de troca mais flexível, conforme busca atravessar o que chama de “condições de mercado incertas”.

De acordo com os novos termos propostos, cada ação ordinária da Smiles dará ao titular o direito de receber 0,825 ação preferencial da Gol ou 22,32 reais ou uma combinação de ação PN da Gol e dinheiro.

“As escolhas dos acionistas estarão sujeitas a determinados ajustes, de forma que nenhum acionista receberá mais de 80% de sua consideração em ações preferenciais da Gol ou em dinheiro”, afirmou a companhia aérea.

A relação de troca encaminhada ao conselho da administração da Smiles representa um prêmio de aproximadamente 26,3% sobre o preço médio ponderado pelo volume dos últimos 30 dias, de 17,67 reais, disse a Gol. Na sexta-feira, porém, o papel da Smiles fechou a 21,73 reais. A oferta avalia a Smiles em cerca de 2,8 bilhões de reais, pouco acima do valor de mercado da empresa, de aproximadamente 2,7 bilhões, na última sexta-feira.

Em dezembro do ano passado, a Gol havia proposto a minoritários 41,74 reais por ação, parte em dinheiro e parte em ações. Naquela ocasião, a ação da Smiles estava cotada a 31,74 reais. A primeira oferta, contudo, foi feita em outubro de 2019.

Desde então, em meio a efeitos da pandemia de Covid-19 no setor aéreo mundial, as ações da Gol despencaram, o que também contaminou Smiles. Mesmo com uma recuperação recente na esteira de notícias promissoras sobre vacinas contra o coronavírus, Gol PN ainda perde 26,5% em 2020, enquanto Smiles ON recua 38%.

Em comentário a clientes, o Credit Suisse afirmou que o momento do anúncio, em que a empresa enfrentou nos últimos meses queima de caixa pela queda na demanda por viagens aéreas, e a relação de troca surpreenderam, com o analista Regis Cardoso destacando ainda a redução da oferta pelas ações da Smiles.


O Bradesco BBI observou que a pandemia atingiu o setor global de aviação e, consequentemente, a Gol reduziu a relação de troca de ações, que era de 0,949 por ação da companhia aérea para cada papel da Smiles em dezembro de 2019.

“Por outro lado, os acionistas da Smiles terão mais flexibilidade e poderão receber até 80% de Gol PN, compartilhando as sinergias esperadas desta transação. Na proposta anterior, os acionistas da Smiles precisariam escolher uma das duas alternativas, com 60% ou 40% de Gol PN”, destacou.

Os analistas Bradesco BBI capitaneados por Victor Mizusaki ponderaram que a proposta antiga resultaria em um prêmio maior do que o proposto nesta oferta, mas que a pandemia mudou as perspectivas para o setor global de aviação civil e o preço implícito na oferta para Smiles ON – de 22,32 reais – está em linha com o preço-alvo de consenso de 22,57 reais.

Nesse contexto, o Bradesco BBI elevou o preço-alco das ações da Gol para 25 reais, de 24 reais, mantendo a recomendação ‘neutra’.

Por volta das 16h, Gol PN subia 5%, a 28,41 reais entre as maiores altas do Ibovespa, que avançava 0,46%. No mesmo horário, Smiles ON tinha acréscimo de 2%, a 22,16 reais,

A companhia aérea também comunicou ao conselho da Smiles intenção de que as análises e decisões ligadas à proposta ocorram em até 30 dias e que o assunto seja deliberado em assembleias de acionistas de ambas as companhias que devem ser convocadas até 18 de janeiro.

 

DEIXE UMA RESPOSTA