Governo Argentino pode não permitir voos a partir de 1º de setembro

Aerolíneas Argentinas
Foto - Aerolíneas Argentinas

Sem a operação de voos desde o mês de abril, no qual a pandemia se alastrou mais pela Argentina. Com essa reação o governo do país proibiu todos os voos de serem operados dentro e fora do país. 

O Governo teria colocado como meta a retomada de voos no dia 1º de Setembro entretanto essa ideia foi rechaçada pelo ministro dos transportes da Argentina, Mário Meoni. 

O Governo da Argentina reforça que segue as orientações do Ministério da Saúde ao analisar o momento da retomada ou não de voos. Agora Mário Meoni estima um prazo de dois meses para a retomada e a conectividade entre os estados, entretanto considera também a possibilidade de adiar os voos internacionais.

Desde março as fronteiras da Argentina com outros países estão fechadas afim de tentar evitar o aumento de infectados pela Covid-19. Mesmo com a restrição de voos, a Covid-19 se alastrou por todos os países da América do Sul se tornando por alguns meses o epicentro do vírus.

O único país que retirou as restrições para voos internacionais é o Brasil que também enfrenta grandes números da doença. Sem poder realizar voos a Argentina precisa planejar algo para fortalecer e manter as companhias aéreas que operam no país, já que as empresas não possuem receita há algum tempo.

Milhares de empregos já estão sendo perdidos na Argentina, o governo está buscando fazer um futuro equilíbrio entre as viagens e a demanda de trabalho para manter a economia. A LATAM Argentina foi fechada durante a pandemia, e demitiu centenas de pessoas.

 

DEIXE UMA RESPOSTA