Foto - Infraero/Reprodução

(Reuters) – O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, disse nesta segunda-feira que o governo federal estuda uma possível fusão das estatais Infraero, Valec e Empresa de Planejamento e Logística (EPL), nas quais vê sobreposição de papéis. O negócio poderia ser posteriormente privatizado.

“Um estudo vai levar de 6 meses ou 8 meses”, disse ele. “Uma fusão seria muito rápida por que o governo é o acionista comum. A fusão de fato é provável que seja até o fim de 2020. O estudo vai mostrar se há geração de valor”.

O ministro revelou também o desejo de mudar o comando da Valec, estatal responsável por construção e manutenção de ferrovias e negou que haja uma disputa no governo sobre o tema.

“Não há desentendimento algum e quero dar à Valec um direcionamento mais pró-mercado”, declarou Freitas. “Estou pegando um cara que foi executivo da Samsung, esteve na Coreia, na Gafisa e hoje está no BNDES (Rafael Castello) e tem condições dar uma outra dinâmica à Valec”, finalizou.