Governo e companhias aéreas trabalham para aprimorar malha essencial de voos

GOL

O Ministério da Infraestrutura atua em conjunto com as principais companhias aéreas (Latam, Gol e Azul) no aprimoramento da malha essencial de voos que atendem as principais cidades brasileiras durante a pandemia do coronavírus.

Em reunião com representantes da Latam, Gol e Azul, nesta sexta-feira (3), o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, reforçou a intenção do Governo Federal de fortalecer a relação entre as empresas e órgãos públicos.

A ideia é coordenar as linhas previamente e alocar passageiros que compraram bilhetes com destinos em comum em aeronaves únicas. A medida vem sendo construída com o Ministério Público Federal (MPF), a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Durante o encontro, o ministro ressaltou a importância do fortalecimento da malha essencial com as empresas. Além disso, reforçou a ideia de venda conjunta de bilhetes para atender ao máximo de cidades possíveis no período.

“A garantia de voos para todos os pontos do país, ainda que em menor quantidade, é essencial não somente do ponto de vista econômico, mas, também, porque as companhias aéreas serão importante instrumento para transporte de cargas úteis nos porões das aeronaves, como respiradores, equipamentos de proteção individual, testes rápidos e vacinas”, disse o ministro.

Linhas de crédito – Outra medida tratada no encontro foi a possibilidade da pasta auxiliar nas tratativas junto aos bancos públicos para linhas de crédito, em especial, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A ideia é que as empresas tenham capital de giro de forma mais rápida.

“É uma solução para que as companhias aéreas consigam melhorar sua liquidez, em curto prazo, nesse momento de crise”, disse o ministro. A proposta também será levada ao Tribunal de Contas da União (TCU).


 

DEIXE UMA RESPOSTA