Clique Aqui e receba as principais Notícias da Aviação em tempo real diretamente no seu Whatsapp ou Telegram.

Aeroporto de Ji-Paraná
Foto: Divulgação

Foi publicada na edição da última sexta-feira (1º) do Diário Oficial da União a Portaria nº 1.138, de 29 de setembro de 2021, que aprova o Manual de Projetos Aeroportuários. Trata-se de um documento referencial para agentes públicos, de todas as esferas de governo, responsáveis pelo planejamento e contratação de estudos e projetos aeroportuários a serem executados com recursos públicos do Fundo Nacional da Aviação Civil (FNAC).

Desenvolvido pela parceria entre o Departamento de Investimentos da Secretaria Nacional de Aviação Civil e o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), o manual surgiu da necessidade de o Governo Federal apresentar, de forma transparente, os parâmetros de qualidade e aceitação para execução desses empreendimentos.

Após dois anos de trabalho e contribuições de mais de 50 profissionais, tornou-se um guia completo para os novos empreendimentos com normativos, referências, critérios, orientações e requisitos para que os projetos sejam executados conforme os mais altos padrões de qualidade e segurança exigidos em todo o mundo. Assim, também é orientação a projetistas, analistas e revisores das propostas, profissionais do setor aéreo e das áreas de engenharia e arquitetura.

Na publicação, profissionais e gestores também são orientados quanto à determinação da atual gestão federal de que as obras públicas sejam executadas conforme a metodologia Modelagem da Informação da Construção (Building Information Modeling – BIM), que usa alta tecnologia desde o planejamento até a conclusão do projeto, garantindo eficiência, rapidez e menor custo.

Hoje a Secretaria de Aviação Civil do Ministério da Infraestrutura (SAC/MInfra) possui uma carteira de 20 aeroportos com projetos adotando a metodologia BIM, em diferentes estágios.

Via: Ministério da Infraestrutura

DEIXE UMA RESPOSTA