Governo Federal quer a permanência da Embraer como empresa privada

Foto - Divulgação

Após muitas opiniões sobre a situação da Embraer, até mesmo o inconformismo dos leigos sobre a empresa, a equipe econômica do Governo Federal apontou que a Embraer deverá se manter como uma empresa privada.

De acordo com a equipe econômica, até mesmo o empréstimo de até 1,5 bilhão de dólares, será feito apenas com intermediação do BNDES, mas com capital privado.

Já o BNDES, que detém uma Golden Share que resulta em 5% de participação na Embraer, disse na tarde de ontem que não planeja aumentar seu capital na empresa.

Os termos do empréstimo ainda não estão definidos e podem incluir garantias de preservar empregos, além de debêntures conversíveis.

Mais cedo, a Embraer disse em uma resposta por e-mail ao Money Times que não iria comentar sobre nenhuma discussão específica de financiamento, mas “qualquer acesso a fontes adicionais e complementares de financiamento envolverá bancos internacionais e nacionais como sempre foi prática da Embraer.”

 

DEIXE UMA RESPOSTA