Foto - GOL

A Coordenação-Geral do Programa Nacional de Imunizações, do Ministério da Saúde, enviou ofício ao SNA (Sindicato Nacional dos Aeronautas) nesta terça-feira (26), em resposta a uma solicitação do sindicato, em que voltou a confirmar que os aeronautas estarão incluídos como grupo prioritário na atualização do plano, que deverá ser publicada em breve.

Apesar da confirmação, não há detalhes sobre a vacinação ao grupo, não havendo portanto previsões de data.

O ofício afirma:

“Considerando a busca mundial pela tecnologia e produção de vacina COVID-19,  em que não há disponibilidade imediata da mesma a toda população, e considerando o quantitativo de doses disponível no Ministério da Saúde para a primeira fase de vacinação contra a covid-19, optou-se pelos seguintes grupos prioritários:  pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas; pessoas com deficiência institucionalizadas maiores de 18 anos; população indígena maior de 18 anos vivendo em terras indígenas; e um percentual dos trabalhadores da saúde, em especial os que encontram-se trabalhando diretamente nos ambientes de assistência à covid-19.

Insta informar que Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a covid-19 está em vias de atualização, diante disso informamos que os aeronautas estão elencados como grupo prioritário para a vacinação contra a covid-19.  Ressalta-se que é de interesse do PNI e do Ministério da Saúde vacinar toda a população brasileira, a ocorrer de maneira escalonada considerando primeiramente a proteção dos grupos mais vulneráveis e a manutenção dos serviços essenciais.”

O SNA ressaltou ainda que, em Informe Técnico publicado no dia 18, o Ministério da Saúde também ressaltou os diversos grupos definidos como alvo prioritário da campanha, entre eles os trabalhadores do transporte aéreo.