F-16V Arte:: Lockheed Martin

O governo grego aprovou neste último sábado (28/04) a modernização dos caças Lockheed Martin F-16 da Força Aérea Grega (HAF).

O valor estimado para a modernização dos 85 caças F-16 gregos gira entorno de 1,2 bilhão de euros.

A frota dos Falcon na Grécia não é pequena, além de ser composta por várias versões do F-16, são elas as Block 30/50/52+ e 52+ Advanced. Mas a após a modernização, a Grécia terá a última e mais avançada versão do F-16, o F-16V (Viper).

A ideia surgiu em outubro passado com a visita do primeiro- ministro grego, Alexis Tsipras aos EUA.

O processo de modernização irá integrar tanto os EUA quanto a Grécia, pois ambos países são antigo parceiros de programas militares, alguns destes de aeronaves como o próprio F-16, C-130 Hércules e o P-3. Devida a tal parceria, uma parte dos caças será modernizado pela Lockheed Martin, nos EUA e a outra na Grécia pela Hellenic Aerospace Industry (HAI).

O F-16V, tem algumas melhorias, a começar pelo radar APG-83 AESA, o Link de dados Theater Link-16, um novo Pod de Segmentação Avançada do Sniper, capacidade de armamento mais avançado, uma maior precisão do GPS e o Sistema anti-colisão com o solo (GCAS).

Tais modernizações não afetarão a recente recuperação econômica do país, visto que o valor será pago em parcelas anuais ao longo de uma década.