Rafale B Grécia
Dassault/Divulgação.

A Força Aérea Helênica (HAF) vai receber em janeiro o primeiro lote de seis caças Dassault Rafale. As aeronaves serão entregues à 114ª Ala de Combate, sediada na Base Aérea de Tanagra, ao norte de Atenas. 

Ao todo, 24 Rafales serão adquiridos pelo país. O primeiro contrato de 18 aeronaves (12 usadas e seis novas) foi oficializado entre as duas partes em janeiro deste ano. Em setembro, o Ministro da Defesa anunciou que Atenas vai comprar outros seis caças, confirmando um rumor que surgiu em meados de abril.

Segundo o portal grego Ekathimerini, os novos Rafales poderão atender imediatamente às necessidades operacionais, pois seus pilotos já concluíram o treinamento com as aeronaves na França. 

Dassault Rafale Grécia
O primeiro Rafale grego, entregue ao cliente no dia 21 de julho. Foto: Dassault.

O Ministério da Defesa decidiu que o Chefe do Estado-Maior Geral da Força Aérea Helênica (HAFGS), Tenente-General Georgios Blioumis, estará presente para a entrega deles, pois foi durante o seu mandato que foi decidida a decisão de adquirir os Rafales.

Blioumis, que tem servido como Chefe do Estado-Maior Geral por quase três anos, é creditado pelo fato de que ele e sua equipe trabalharam em circunstâncias difíceis para garantir a conclusão de todo o treinamento, integração e adaptação do pessoal aos Rafales.

Apesar de não ter obtido sucesso em termos de exportação no início de sua carreira, o Rafale hoje é um caça presente em diversas frentes. O delta-canard francês já está em serviço no Catar, Índia e Egito, além do seu país de origem.

Apenas em 2021, o modelo foi adquirido por quatro países diferentes: Croácia, Grécia e Emirados Árabes Unidos, sendo que este último assinou um contrato histórico de 80 caças, o maior pedido de exportação até o momento. Egito, que já opera o caça, também comprou mais 30 unidades. 

DEIXE UMA RESPOSTA