Boeing Ucrânia Ukraine

Há quase três meses que a guerra entre Rússia e Ucrânia continua a causar danos em milhares de pessoas. Além disso, o mundo entrou uma grande crise por conta desses conflitos, incluindo o setor da aviação.

Apesar de tudo isso, ainda há ações e movimentos para ajudar quem tanto precisa nesse momento. No último dia 10 de maio, a Ukraine International transportou a seleção de seu país para a Alemanha em uma ocasião especial.

A seleção da Ucrânia foi participar de um jogo beneficente, no qual foram arrecadados fundos para ajudar as vitimas da guerra. O amistoso foi realizado no Borussia Park, casa do Borussia Mönchengladbach.

Continua depois do anúncio

O jogo em prol da vida com o apoio de mais de 20 mil pessoas no estádio foi vencido pela seleção da Ucrânia contra o Borussia no placar de 2×1, que seja também um sinal de vitória para uma população que tem sofrido muito. 

O transporte da seleção ucraniana foi realizado pelo Boeing 737-900ER de matrícula UR-PSL, com cerca de 45 membros da comissão técnica e jogadores. 

O jogo também contou com a presença de ucranianos que foram mostrar apoio para a seleção de seu país.

Continua depois do anúncio

“Obrigado aos ucranianos que vieram e nos apoiaram. E obrigado também ao povo da Alemanha.” Disse Oleksandr Petrakov, técnico da seleção ucraniana.

Devido a guerra, a seleção da Ucrânia está realizando treinos na Eslovênia para o restante dos playoffs das eliminatórias da Copa do Mundo que será realizada no Catar em novembro desse ano.

Ukraine opera somente voos humanitários

Por questões de segurança, o espaço aéreo da Ucrânia foi fechado e com isso não há voos comercias de nenhuma companhia aérea. 

Continua depois do anúncio

Com o fechamento do espaço aéreo, a Ukraine International suspendeu todas as suas operações e estocou boa parte de sua frota. Algumas aeronaves foram enviadas para preservação na Espanha ainda no mês de fevereiro.

Apesar de não realizar voos de receita, a companhia aérea de bandeira da Ucrânia se colocou a disposição do país para realizar voos de ajuda humanitária, como o transporte da seleção nacional de futebol.

De suas 55 aeronaves, apenas três estão ativas, sendo um Boeing 737-800 e dois da versão -900ER. 

Continua depois do anúncio

 

 

Com informações da Simple Flying.