Hainan Airlines declara que vendeu 20% da sua participação na Azul

A Hainan Airlines, que está em dificuldade financeira desde 2017, declarou que realmente vendeu cerca de 20% da sua participação na Azul Linhas Aéreas para o Calfinco, administrador da United Continental Airlines.

Com essa venda a Hainan Airlines ficará com uma participação de 17,9% na Azul, e embolsará US$ 138 milhões pelo negócio.

O negócio foi originalmente anunciado na semana passada, mas a companhia chinesa não tinha declarado a venda da sua participação para a United.

Já a companhia americana aumentou seu percentual de investimento na Azul de 3,7% para 8%. O investimento da United na Azul já totaliza US$ 238 milhões.

Em crise e vendendo vários de seus ativos, o HNA, conglomerado da companhia aérea Hainan Airlines, disse que espera um lucro de US$ 42 milhões no negócio, principalmente para levantar dinheiro e cobrir o prejuízo que a empresa sofreu em 2017, depois de adquirir sem controle várias empresas do setor aéreo e de turismo.

Em 2016 a Hainan Airlines pagou US$ 450 milhões por uma participação de 23,7% na Azul, antes mesmo da companhia abrir suas operações na Bolsa de Valores. Até então a Hainan era a maior acionista individual da Azul.

A companhia não declarou se vê esse negócio como um prejuízo, ou apenas uma forma de fazer dinheiro a curto prazo, visto que a Azul Linhas Aéreas é a companhia que mais cresce no Brasil há anos, com ampla expansão no mercado internacional e registrando lucros recorrentes a cada trimestre.


DEIXE UMA RESPOSTA