Hainan HNA Airbus A350
Foto: Airbus/David Velupillai

A Hainan Airlines, da China, está fazendo uma grande movimentação na sua frota, com intuito de otimizar o seu financeiro. Desta forma, seis aviões Airbus A350-900 serão retirados da frota, sendo dois vendidos e quatro destinados para subleasing.

A aérea já havia firmado um acordo com a ITA Airways, da Itália, para subarrendar dois aviões A350-900. Agora mais dois aviões, provavelmente com matrículas B-1069 e o B-1070, serão direcionados para a venda a uma empresa de leasing.

Os dois A350-900 direcionados para a venda foram fabricados em 2018 e contam com uma configuração de 334 assentos no interior. Curiosamente essas aeronaves foram repassadas da Azul para o HNA Group, após a aérea brasileira se recusar a receber uma encomenda em 2018. Na época a aérea chinesa era acionista da Azul.

Interior do A350 da Hainan no padrão da Azul (até nas cores). Foto – Hainan

Os aviões direcionados para subleasing foram fabricados em 2019 e 2020, e são os mais novos da frota de sete aviões A350-900XWB. Estes já estão configurados no padrão da Hainan, com 339 assentos a bordo.

Interior com as cores da Hainan Airlines.

Ainda não é possível apontar se a Hainan deseja repassar para a Azul, através de subleasing, aviões A350-900. A Azul também se recusa a falar mais sobre os planos de receber o maior widebody produzido pela Airbus atualmente, apesar de ter registrado no sistema a possibilidade de entrega dessas aeronaves em breve.

Todos os A350 da Hainan são pouco utilizados, visto que ficaram estocados do início da pandemia  de Covid-19 até os dias atuais. Para cumprir seus voos de longa distância, a companhia está recorrendo aos modelos Airbus A330-200 e -300, e Boeing 787-8 e -9.

Cinco aviões A350 da Hainan estão em estado de preservação no Aeroporto de Tarbes, na França. Outros dois aviões foram estocados no próprio hub da companhia, no Beijing Capital (PEK).

De acordo com a empresa, uma licitação pública foi aberta para interessados se manifestarem, e esta ficará disponível até o dia 10 de abril. Vale ressaltar que o HNA Group está em processo de Recuperação Judicial e se reestruturando neste momento.

 

Com informações de FlightGlobal.