Destroços do Bell 212 Twin Huey FAU 030. Foto via Twitter (@Mario_Moray).

Um helicóptero Bell 212 Twin Huey da Força Aérea Uruguaia (FAU) caiu na noite de ontem (24) enquanto transportava duas caixas com 186 doses de vacinas da Pfizer contra a COVID-19. A aeronave se incendiou após a queda e ficou totalmente destruída. 

As vacinas seriam transportadas para as cidades de Rocha e Chuy e seriam usadas para vacinar idosos a partir de 80 anos. 

Em entrevista coletiva, o comandante da Força Aérea Uruguaia, General del Aire Luis Heber De León, afirmou que o helicóptero fabricado nos anos 1980 e com 1640 horas de voo sofreu uma falha mecânica. “O piloto decidiu pousar quando escutou um ruído. Ele pousou em um campo. O helicóptero pegou fogo mais tarde.”

De León também disse que os quatro tripulantes que se feriram na queda da aeronave já estão fora de perigo. 

A FAU tem quatro Twin Hueys em sua frota, todos operados pelo Escuadrón Aéreo N° 5 (Helicópteros). Duas unidades são operadas na República Democrática do Congo pela missão URUAVU (Uruguayan Aviation Unit) sob ordens da ONU. 

O Bell 212 Twin Huey matrícula 030 envolvido no acidente. Foto: Força Aérea Uruguaia.
O Bell 212 Twin Huey matrícula 030 envolvido no acidente. Foto: Força Aérea Uruguaia.