Helicópteros de combate da Rússia serão armados com drones suicidas, diz site russo

Um cluster modular de mísseis de aviação não guiados, desenvolvido pelo centro de pesquisas Zaslon (Screen) para o helicóptero Mi-28NM, permitirá que os helicópteros disparem mini-drones e drones suicidas dos tubos de lançamento de mísseis, uma fonte no complexo industrial de defesa disse o site estatal russo TASS.

O módulo B8V10-UV da Zaslon é diferente dos atuais em vários aspectos. O número de tubos de mísseis pode ser ajustado para cada tarefa específica. Além disso, possui instrumentos de programação de armas.

“Os instrumentos integrados transmitem informações do sistema de controle de armas do helicóptero para a carga, seja mísseis de detonação controlada, mísseis guiados, minidrones ou drones suicidas. Por exemplo, pode carregar a bateria do drone, transmitir o comando de ativação e girar o drone para enviá-lo em uma missão pré-programada “, disse a fonte.

Helicóptero Mi-28NM
© Gavriil Grigorov / TASS

Originalmente, o novo cluster de mísseis de aviação não guiados foi projetado para o helicóptero Mi-28NM, mas será utilizável em todos os helicópteros de combate da Rússia equipados com um sistema de controle de armas, como Mi-28, Ka-52 e configurações de ataque do Mi -8.

“Grosso modo, uma unidade flash é capaz de reprogramar os sistemas de controle de armas para usar não apenas mísseis de aviação não guiados comuns, mas também armas inteligentes”, explicou a fonte.

O bloco de armas B8V10-UV com cassetes modulares K8V10-UV e K8B5-UV (índice 9-A-5013) foi criado pelo centro de pesquisa e desenvolvimento Zaslon no processo de atualização do helicóptero Mi-28NM. Pela primeira vez o produto foi apresentado no fórum Army-2018. O calibre dos tubos de lançamento é de 80 mm.

Fonte: TASS


 

DEIXE UMA RESPOSTA