Helicóptero Mil Mi-17 da República Checa. Foto: Alan Lebeda via Wikimedia.

A companhia israelense Bird Aerosystems fornecerá sensores de aproximação de mísseis para os helicópteros Mil Mi-17 da Força Aérea da República Tcheca. O contrato, cujo valor não foi revelado, prevê o fornecimento do Sensor de Confirmação de Aproximação de Mísseis (MACS), desenvolvido pela própria fabricante. 

Segundo o Defense News, os sistemas aerotransportados para proteção contra mísseis (AMPS) feitos pela Bird também foram usados em helicópteros Mi-17 da ONU em operação na África. 

“Agradecemos a confiança depositada em nossa solução AMPS pela Força Aérea Tcheca, que decidiu adquirir sistemas adicionais para sua frota Mi-17”, disse Ronen Factor, co-CEO e fundador da Bird Aerosystems.

O contrato atual baseia-se em um outro, anunciado em setembro de 2020 para a empresa atualizar os AMPS previamente fornecidos à Força Aérea Tcheca e prepará-los para a futura instalação dos instrumentos recém adquiridosO MACS é um radar semi-ativo que reduz a taxa de alarmes falsos dos sistemas de alertas de mísseis. Segundo a fabricante, o instrumento realiza uma interrogação baseada em Doppler para classificar a ameaça. Se identificada como hostil, o sistema anula o ataque através do uso de chaffs e flares.  

A Bird também destaca que seus sistemas de AMPS podem realizar a proteção de aeronaves civis e militares.

Helicóptero Mil Mi-17-1 da República Checa. Foto: Alan Lebeda via Wikimedia.

Já o Mi-17 é um helicóptero utilitário desenvolvido na antiga União Soviética pela Mil Moscow Helicopter Plant. Junto do seu predecessor Mi-8, forma a linha de helicópteros mais produzida da história. O equipamento é reconhecido pela sua robustez e está em serviço em diversos países, em operações civis e militares.