A Helisul foi escolhida para gerir as operações aéreas e em solo dos primeiros 50 eVTOLs desenvolvidos pela EVE, Eve Urban Air Mobility Solutions, a primeira empresa a se formar na EmbraerX. Os equipamentos começam a ser entregues em 2026.

O objetivo é criar um ecossistema de Mobilidade Aérea Urbana. O primeiro passo deste trabalho conjunto da Helisul com a EVE será um estudo de mercado, através de uma operação em prova de conceito a ser realizada no Rio de Janeiro em outubro.

Na oportunidade, as duas empresas vão se unir para replicar com helicópteros a operação de um e-VTOL em todas as suas etapas, com o objetivo de refinar o planejamento da operação, estrutura de preços e expectativas dos passageiros.

Nos últimos anos, Eve e Helisul têm colaborado para avaliar como co-criar soluções para Mobilidade Aérea Urbana, aproveitando a infraestrutura de táxi aéreo existente no Brasil – uma das maiores do mundo – para o uso da decolagem vertical elétrica de Eve e aeronaves de pouso (eVTOL).

“Estamos muito orgulhosos em fazer parte de um projeto ambicioso como esse e poder compartilhar toda a nossa expertise de mais de 50 anos de aviação”, disse Bruno Biesuz, superintendente operacional da Helisul.

“Cada vez mais dependemos de “tempo” e consequentemente da mobilidade urbana, que hoje é garantida por helicópteros, mas que em um futuro próximo irá migrar para os eVTOL’s. É uma honra para nós estarmos juntos com a Embraer neste projeto grandioso”, disse Humberto Biesuz, superintendente executivo da Helisul.

“Nossa parceria com a Helisul Aviation nos permite inovar de maneira revolucionária a já grande infraestrutura de táxi aéreo do Brasil e estar bem posicionados para o futuro do transporte aéreo. Nossa equipe fornecerá serviços abrangentes, incluindo soluções de gerenciamento de tráfego aéreo urbano, enquanto se beneficia da posição única da Helisul no mercado”, disse Andre Stein, presidente e diretor executivo da Eve Urban Air Mobility.