Airbus A380 Hi Fly
Foto - Hi-Fly/Divulgação

Em 2019 a Hi Fly foi a 4ª companhia aérea europeia e a 14ª companhia global a voar o Airbus A380, tornando-se também a primeira companhia aérea de leasing com um A380 e inaugurando seu mercado de segunda mão.

A companhia aérea utilizou até bastante o seu Airbus A380 com a missão de fornecer um avião de grande capacidade para voos fretados, ou operações de wet-leasing. O avião, por sua vez, foi salvo de ser desmontado na época a partir da Singapore Airlines, que era a antiga operadora da aeronave.

No entanto, a atual crise complicou as operações de várias companhias, e diminuiu drasticamente a demanda por voos de curta e longa distância, mas especialmente as operações de longa distância com grandes aviões.

Luxuoso interior ex-Singapore é de baixa densidade e tinha 1ª classe como destaque.

De cara o A380 ficou subutilizado na frota da Hi Fly, e a companhia tentou até mesmo fazer operações de carga com a aeronave, transportando em somente um voo cerca de 45 toneladas.

Mas os custos de operar um Airbus A380 foram aumentando, e a Hi Fly optou por aposentar a aeronave. Mas não antes sem fazer uma homenagem, que você pode conferir no vídeo abaixo.

E a Hi Fly realizou hoje (17/12) o seu voo de despedida do Airbus A380. A aeronave de matrícula 9H-MIP fez um voo de Beja para Toulouse, na França, onde será entregue para o armazenamento e mercado de usados.

Os pilotos realizaram na costa de Portugal um desenho de um coração, e a Hi Fly preparou esse vídeo especial para marcar a passagem do avião pela sua frota. Confira no vídeo abaixo.

O modelo icônico se alinhava perfeitamente à preocupação com a sustentabilidade da empresa, podendo transportar mais pessoas com menos impacto ao meio ambiente, pois combinava o transporte de passageiros em massa com tecnologias eficientes, resultando em uma menor pegada de carbono por passageiro e por quilômetro.

O Hi Fly A380 apoiou a campanha “Save the Coral Reefs” da Fundação Mirpuri e levou a mensagem aos cinco continentes, aumentando a conscientização para uma luta sem precedentes para impedir a destruição de nossos oceanos.

A pintura era composta por um lado pintado em azul escuro exibindo corais destruídos, contrastando com um azul claro do outro lado representando um oceano intocado, com imagens de vida marinha colorida e saudável.

 

DEIXE UMA RESPOSTA