Foto - Eric Raz/Airbus

O Serviço de Aviação Governamental de Hong Kong (GFS, da sigla em inglês) recebeu três H175 com configuração para o segmento de aviação pública, tornando-se o primeiro operador do mundo com essa nova modalidade, que aumenta a capacidade de missão do H175 para buscas e salvamento (SAR), serviços médicos de emergência, policial, combate a incêndios e controle de fronteiras terrestres e marítimas.

Em 2015, o GFS tornou-se o primeiro cliente do H175 da modalidade de serviços públicos, ao encomendar sete helicópteros. Os quatro helicópteros restantes serão entregues até o final do ano.

“O Serviço de Aviação Governamental esteve envolvido no desenvolvimento dessa nova versão do H175 e é uma honra estar aqui hoje para receber as três primeiras aeronaves”, afirmou Michael Chan, Diretor de Controle do GFS. “Graças à velocidade do H175, sua tecnologia avançada e versatilidade, poderemos fortalecer nossa capacidade de resposta, além de poder atuar nas mais complexas situações e em uma grande variedade de cenários.”

O novo H175 do GFS substituirá progressivamente a atual frota de AS332 L2 e H155, que oferecem serviços de apoio 24 horas em casos de emergência a partir de sua base no aeroporto Chek Lap Kok atualmente.

“Agradeço ao GFS por seu apoio constante e garanto que o H175 atenderá às suas operações mais difíceis”, afirma Bruno Even, CEO da Airbus Helicópteros. “Estamos muito honrados em ter obtido a confiança de um operador SAR e de serviço público conhecido ao redor do mundo, que também é um cliente de longa data, para colocar em serviço essa nova versão do H175. Com 23 aeronaves atualmente em operação no mundo, o H175 continua a cumprir suas promessas em termos de performance, alcance e conforto de cabine para clientes de Oil & Gas, além de serviços públicos e privados.”

A versão para segmento de aviação pública do H175 se beneficia de mais de vinte configurações de cabine que podem ser facilmente reconfiguradas com base nas exigências de cada missão.

A grande versatilidade da aeronave é suportada por aproximadamente 70 tipos diferentes de equipamentos opcionais, o que inclui um sistema eletro-óptico de observação e rastreamento e tela com mapa digital, ambos controladas por um console de operador instalado na cabine.

Demais equipamentos necessários para missões e que constam no H175 incluem um guincho duplo, um farol de busca, uma câmera infravermelha e um detector de radioatividade, que é um equipamento para uso específico do GFS.

O H175 também se beneficia dos mais novos desenvolvimentos do sistema aviônico Helionix da Airbus Helicopters, que sustenta as capacidades de busca e resgate do helicóptero com modos de SAR avançados, permitindo, por exemplo, que a aeronave paire automaticamente acima de embarcações em movimento.