Foto/Divulgação: IAI

A Israel Aerospace Industries (IAI) fechou acordo para fornecimento de sistemas avançados de defesa às corvetas Sa’ar-6 da Marinha de Israel. Os sistemas serão utilizados para proteger a zona econômica exclusiva e instalações estratégicas de Israel que se defrontam com diversas ameaças no mar.

O contrato foi idealizado pelo Diretório de Pesquisa e Desenvolvimento em Defesa (DDR&D) e a Administração de Aquisições do Ministério da Defesa de Israel. O sistema Barak-8 foi eleito por demonstrar que atende aos requisitos operacionais e futuros desafios da Marinha.

O Barak-8 é um sistema de defesa operacional de ar e míssil empregado pela Marinha israelense, bem como pelas forças aérea e naval da Índia. Oferece ampla defesa aérea e pontual contra uma grande variedade de ameaças à arena naval lançadas a partir do ar, terra e mar.

O sistema integra vários sistemas avançados com tecnologia de ponta, tais como radar digital, comando e controle, lançadores, interceptadores com modernos rastreadores de radiofrequência, conexão de dados e conectividade abrangente de sistema.

O presidente e CEO da IAI, Joseph Weiss, declarou: “O Barak-8 é um dos carros-chefes dentre os sistemas da IAI e um motor de crescimento para as vendas da empresa. O novo acordo soma-se ao grande êxito e aos vários contratos do Barak-8 firmados nos últimos anos, com um valor total de mais de USD$ 5 bilhões”.

O vice-presidente executivo e gerente geral do Grupo de Sistemas, Mísseis e Espaço, Boaz Levi, disse: “A aquisição do sistema Barak-8 para as corvetas Sa’ar-6 vai expandir a capacidade operacional da Marinha israelense, incluindo a defesa territorial e da zona econômica exclusiva de Israel. Com módulos terrestres e navais, o sistema oferece uma resposta completa a uma ampla gama de ameaças, sendo concebido para funcionar com outros sistemas. O Barak-8 é um prestigiado membro do clube exclusivo que abriga os mais bem-sucedidos projetos militares globais de Israel”.

O Barak-8 foi desenvolvido pela em colaboração com o DDR&D de Israel, a Organização de Desenvolvimento e Pesquisa de Defesa (DRDO) da Índia, as marinhas de ambos os países, RAFAEL, o Grupo ELTA da IAI, e a indústria local indiana.