Iberia e Globalia decidirão sobre Air Europa após a compra da empresa

A compra da companhia aérea espanhola Air Europa pela Iberia e Globalia teve de ter ser adiado devido a crise do Covid-19. Alguns detalhes precisaram ser revistos, pois hoje a condição das empresas é outra e o cenário também mudou.

Durante uma assembleia de acionistas, o presidente do IAG Group Antonio Vázquez não esclareceu se vai haver divisão na Globalia, de frota e administração. 

“Primeiro temos que fazer um acordo, passar pelo filtro regulatório e depois e, dependendo das perspectivas do mercado, teremos que fazer a análise do que é melhor para a empresa em termos de marca ou frota”. Disse Vázquez.

“Há uma série de incertezas para poder antecipar aspectos específicos do que seria um processo de integração da empresa dentro do grupo”, concluiu.

Não está claro ainda se a marca Air Europa vai ser integrada ao grupo ou se vai desaparecer do mercado. Segundo Luis Gallego, ex-presidente da Iberia e hoje CEO da IAG, a companhia pretendia investir e reforçar a Air Europa como foram feitos investimentos na Aer Lingus e na Vueling.

“Esperamos que a aquisição seja concluída na segunda metade deste ano ou no início de 2021”, disse Vázquez.

Devido a crise, os caixas tanto da IAG Group como da Globalia sofreram baixas e com isso negociam um acordo para diminuir o valor pela Air Europa. Mesmo diante desse cenário, a IAG está convencida de que o acordo com a Air Europa é estratégico. 


O presidente do grupo ressaltou que esse acordo vai fortalecer o polo de companhias e turismo em Madrid. Se tornando mais eficiente e competitivo aos rivais europeus no mercado de aviação.  

 

DEIXE UMA RESPOSTA