A United Aircraft Corporation (UAC), estatal responsável pela marca Ilyushin, declarou na última semana que desistiu de fabricar uma versão atualizada do IL-96.

A IL-96-400M estava sendo desenvolvida há alguns anos pela UAC, como uma alternativa russa aos aviões widebody do concorrente. A montagem final começou em 2019, porém, foi paralisada em 2020 em meio às reestruturações da UAC na crise.

A fabricação em série não será realizada pela UAC, apenas duas aeronaves serão produzidas para atender a demanda de transporte VIP do Governo Russo. A operação ficará a cargo da Rossiya Airlines, que gerencia as aeronaves que transportam funcionários de alto escalão do Governo Russo.

A nova aeronave deverá entrar em serviço entre 2021 e 2022, de acordo com a UAC, e pode receber até 402 assentos em seu interior. Destaque para os novos bins, que remetem ao Boeing 787, e ao interior totalmente fora do padrão russo, com saídas de ar na parte superior do assento.

O IL-96-400M será equipado com quatro motores Aviadvigatel PS-90A1, com capacidade de produzir 38300 lbs de empuxo. Esses motores são modernizados, e com maior capacidade de empuxo da família.

China Rússia CR929

Por outro lado, a UAC está concentrado seus esforços no desenvolvimento do CR929, o mais novo widebody sino-russo, projeto que começou em meados de 2018, a partir de uma parceria da COMAC, da China, e da UAC, da Rússia.