Foto: Ilmavoimat

Desde o último sábado (11), a Força Aérea Finlandesa (Ilmavoimat) está realizando o exercício Baana 21, onde caças F/A-18C/D Hornet estão pousando e decolando a partir de uma rodovia próximo à vila de Virttaa, na região sudoeste do país.

Cerca de 300 militares estão participando do treinamento que deve se encerrar amanhã (16). Os militares, incluindo pessoal da ativa, conscritos e reservistas, foram divididos em duas seções e o contato entre eles está limitado por conta de limitações impostas pela pandemia.

Foto: Ilmavoimat

A preparação teve início no dia 11, mas a fase de emprego das aeronaves começou na segunda-feira (13), com o fechamento de um trecho da Rodovia 41, ao meio-dia. O espaço aéreo da região também foi restrito, com uma proibição do voo de aeronaves e drones na área do exercício. 

Foto: Ilmavoimat

Realizando anualmente, o Baana permite que a Finlândia treine o uso de aeronaves de combate a partir de estradas na já conhecida tática de dispersão de forças. Como as bases aéreas são alvos primários em caso de guerra – a Finlândia, país parceiro da OTAN, tem fronteira com a Rússia – é importante deter o conhecimento e a prática da operação de aeronaves a partir de pistas improvisadas, como autoestradas. A Suécia também pratica esse tipo de operação há décadas. 

A Ilmavoimat também está treinando o pouso com o uso do gancho de cauda do Hornet. Para isso, o sistema BAK-12 (Barrier Arresting Kit 12) foi levado ao local. O equipamento normalmente é usado em situações de emergência com aeronaves de caça que tenham o gancho de cauda. O F/A-18 (originalmente desenvolvido a partir do YF-17 Cobra como um caça naval) logicamente possui o gancho para o pouso nos porta-aviões. Com o uso deste equipamento, o caça pode parar em um espaço menor e de forma mais rápida. 

No vídeo abaixo, um F-15C Eagle faz uso do BAK-12 durante um teste. 

As operações de voo começam a partir das 10h00 e terminam à meia-noite, permitindo que os aviadores e pessoal de solo treinem em diferentes condições de iluminação. 

A Ilmavoimat opera os Hornets desde 1995, tendo adquirido um total de 64 caças em 1992. Até o final deste ano, o Governo Finlandês deve anunciar um vencedor para o Programa HX, que visa a escolha de um substituto para os caças atuais. Concorrem o JAS-39E/F Gripen, Dassault Rafale, Eurofighter Typhoon, F-35A Lightning II e F/A-18E/F Super Hornet. 

DEIXE UMA RESPOSTA