O F-15QA parado no gramado no canto da pista do Aeroporto de MidAmerica. Foto Laurie Skrivan - St. Louis Post-Dispatch via Twitter.

Na manhã dessa terça-feira (18), os dois tripulantes de um caça F-15QA desenvolvido para a Força Aérea do Catar ejetaram com a aeronave ainda na pista do Aeroporto MidAmerica, em Mascoutah, nos EUA.

O Aeroporto divide suas operações com a Base Aérea de Scott, da Força Aérea Americana. Em 23 de fevereiro, a Base, através do Twitter, informou que o caça seria usado para treinar os novos pilotos a partir de MidAmerica.

Segundo informações obtidas pela Fox 2 Now, os pilotos do caça se ejetaram com a aeronave ainda em solo. O acidente ocorreu por volta das 7:30 local (09:30 no horário de Brasília).

Mais tarde, o Military.com, citando a Força Aérea dos EUA, informou que o acidente ocorreu após o pouso. Os dois tripulantes eram militares dos EUA, um da Marinha e o outro da Força Aérea, alocados à Agência de Gestão de Contratos de Defesa, que trabalha com as empresas para garantir a entrega dos equipamentos, segundo fonte com conhecimento do incidente.

O Canal KMOV 4 afirmou que, de acordo com informações oficiais, um dos tripulantes foi levado ao hospital com ferimentos leves, enquanto o outro negou atendimento médico ainda no local. As causas do incidente não foram divulgadas. 

Um comunicado da USAF foi divulgado pelo The War Zone: “Um F-15QA, recentemente aceito pela Força Aérea da Boeing Corporation, saiu da pista hoje no Aeroporto MidAmerica, Illinois. Dois pilotos da ativa dos EUA que estavam a bordo foram ejetados com segurança e sofreram ferimentos leves. A aeronave foi programada para ser transferida para a Força Aérea do Catar por meio do programa de Vendas Militares Estrangeiras. O incidente está atualmente sob investigação.”

O F-15QA parado no gramado no canto da pista do Aeroporto de MidAmerica. Foto Laurie Skrivan – St. Louis Post-Dispatch via Twitter.
O F-15QA ao lado da pista do aeroporto de MidAmerica. Imagem: KMOV4.

O F-15QA acidentado. Imagem via KMOV4/Captura de tela.

O F-15QA é uma das últimas e mais modernas variantes do F-15 Eagle. Projetado e fabricado pela Boeing para a Força Aérea do Catar, que adquiriu um total de 36 unidades da aeronave – com opção para mais 36 -, o F-15QA incorpora inúmeros avanços nos sistemas aviônicos e na suíte de guerra eletrônica. Os motores também foram aprimorados: o caça usa dois General Electric F110-GE-129, mais potentes que os Pratt & Whitney F100 dos modelos usados nos EUA. 

Sua estrutura também foi modificada para aumentar sua carga útil, podendo carregar mais armamentos. A aeronave ainda está em desenvolvimento. Possivelmente estava em um voo de testes quando o incidente ocorreu. 

O modelo também foi usado como base para o desenvolvimento do F-15EX Eagle II da Força Aérea Americana. A USAF pretende adquirir até 144 F-15EX para substituir seus F-15 série legacy (C/D) mais antigos. 

Cockpit do F-15QA com sua tela de grande área, similar à do F-35 e JAS-39E/F Gripen. Foto: Boeing.

*Atualizada 12h52 com imagens e o Tweet de Scott AFB.
*Atualizada às 16:26 com informações do portal Military.com e The War Zone.