Caças Rafale e jatos de ataque Jaguar formaram elephant walk com 75 aeronaves. Foto: Força Aérea Indiana.

Para comemorar os 75 anos desde que a Índia se tornou um país independente do Reino Unido, a Força Aérea Indiana (IAF) fez um elephant walk com 75 aeronaves, composto de caças multifunção Dassault Rafale e jatos de ataque Sepecat Jaguar. 

Chamada de ‘Azadi Ka Amrit Mahotsav’, a independência da Índia é celebrada especialmente no dia 15 de agosto, com as festividades se espalhando pelo país. As imagens do elephant walk foram divulgadas pela IAF nesta terça-feira através do Twitter

Foto: Força Aérea Indiana.

O Elephant Walk é um exercício que normalmente precede a decolagem intercalada de um grande número de aeronaves militares, sejam caças, aviões de transporte, helicópteros e outros. Também serve como demonstração de força e para apresentar a disponibilidade das aeronaves presentes. O Elephant Walk recebe esse nome por lembrar, de certa, as grandes manadas de elefantes. 

O Rafale é o mais moderno caça da frota da IAF. Um total de 36 jatos (28 monopostos da variante EH e 8 bipostos da versão DH) foi adquirido após uma negociação longa e controversa. Cerca de 26 jatos já estão em serviço na IAF, que recentemente ativou mais um esquadrão com os caças franceses. 

Foto: Força Aérea Indiana.

Já o Jaguar está presente na Índia desde 1978, quando o país adquiriu 180 unidades do jato supersônico de ataque e interdição desenvolvido pela França e Reino Unido. Ao longo dos anos de operação, a aeronave recebeu upgrades e modificações de acordo com as necessidades da IAF, incluindo a integração com o pod LITENING, e tornou-se uma plataforma reconhecida por sua alta velocidade e precisão no ataque, além de ser uma das únicas na Índia capaz de fazer o emprego de armamento nuclear. 

Atualmente, o futuro dos Jaguares indianos é incerto: seus motores foram perdendo potência pelas décadas de uso intenso. A IAF tentou negociar a integração de motores novos com a fabricante americana Honeywell, o que acabou não dando certo por conta dos custos. Segundo o portal Flightglobal, a Índia ainda tem 160 Jaguar M/S/T em serviço. 

Veja mais: Índia perde mais um MiG-21 em acidente

DEIXE UMA RESPOSTA