Aeroporto de Viracopos Aviação
Foto: Pedro Viana/Aeroflap

O Conselho Internacional de Aeroportos na América Latina e Caribe (ACI-LAC), a Associação Latino-Americana e do Caribe de Transporte Aéreo (ALTA), a Organização Civil de Serviços de Navegação Aérea (CANSO) e a Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) solicitam a eliminação de todas as restrições relacionadas à Covid que ainda são praticadas em países da América Latina e Caribe, incluindo requisitos de testes, necessidade de apresentar certificados e até mesmo, em alguns casos, a homologação do calendário completo de vacinação, preenchimento de um Formulário de Localização de Passageiros (PLF) e comprovante de Seguro Covid.

O pedido inclui ainda o abandono do uso da máscara em viagens dentro dos países ou entre aqueles onde a máscara não é mais necessária em ambientes fechados.

A Covid-19, especificamente a variante Ômicron, já está disseminada em toda a América Latina e Caribe e a imunidade da população está em níveis tais que o risco de hospitalização ou morte foi drasticamente reduzido, especialmente para pessoas vacinadas.

Os governos estão adotando estratégias de vigilância para garantir a saúde pública, assim como fazem com outros coronavírus e doenças infecciosas.

Muitos países da América Latina e do Caribe suspenderam as restrições internas da Covid, como a necessidade de apresentar credenciais de saúde para entrada em eventos sociais ou a exigência de usar máscaras em espaços públicos.

As medidas de rastreamento de contatos também estão sendo abolidas, tornando os PLFs desnecessários para viagens internacionais. À medida em que os países se abrem e removem as restrições, é natural que estas deixem também de ser aplicadas às viagens aéreas.

Os países sem exigências de teste de Covid demonstraram ser aqueles onde a aviação se recupera mais rapidamente.

O transporte aéreo é essencial para o desenvolvimento social e econômico dos países da região e só podemos esperar uma recuperação total desta indústria e de todas que dela dependem se forem eliminadas as restrições e exigências relacionadas à Covid.

 

 

Com informações da ALTA.