Aeronave da Avianca em Congonhas. Foto - Pedro Viana/Aeroflap

Nesta quarta-feira a Avianca Brasil só está autorizada a operar nos aeroportos da Infraero com o pagamento à vista das taxas, ou seja, a companhia precisará pagar as taxas um dia antes dos voos.

Outras concessionárias, como a Fraport, de Porto Alegre e Fortaleza, a VINCI Airports, de Salvador, a GRUAirport, do Aeroporto de Guarulhos, também exigem o pagamento à vista das taxas aeroportuárias.

No total a Avianca Brasil já acumula dívidas que somam R$ 100 milhões somente com os aeroportos.

Em nota a Infraero disse:

“Devido à crescente inadimplência com a Infraero, e de modo a permitir a continuidade das operações da Avianca Brasil na rede de aeroportos da empresa, informamos que a companhia aérea passará a operar na modalidade de pagamento antecipado para todos os voos programados a partir de 24/4/19”

“O procedimento de cobrança dos valores das tarifas devidas pelas operações de aeronaves (tarifas de pouso e de permanência) e de embarque de passageiros, recebidas por ocasião da venda do bilhete aéreo, ocorrerá no dia anterior ao da decolagem de cada voo”, afirmou a Infraero.