(Reuters) – A Boeing disse nesta quinta-feira que companhias aéreas ao redor do mundo inspecionaram 810 aviões 737 NG e encontraram fissuras estruturais em 38 aeronaves que exigirão reparo e substituição das peças afetadas.

Os aviões terão voos temporariamente suspensos até que os reparos sejam feitos, disseram representantes da Boeing e das companhias aéreas.

Na quarta-feira, a Gol e a norte-americana Southwest Airlines suspenderam voos de 11 e 2 aviões do modelo 737 NG, respectivamente. Algo que deve gerar um impacto de 3% na oferta de assentos e nos passageiros da GOL.

A agência de aviação norte-americana, FAA, determinou a várias companhias aéreas a inspeção de 165 aviões Boeing 737 NG por conta do surgimento de fissuras estruturais.

Essas aeronaves estão sendo inspecionadas com base na recente diretriz da FAA, que solicitou revisão da parte estrutural da asa em aviões com mais de 20000 ciclos de uso, e da família 737 NG, que teve sua asa alterada em comparação com a linha 737 Classic.

O pedido exige que as companhias aéreas, dentro de sete dias a partir de 03 de outubro, inspecionem as aeronaves que acumularam mais de 30.000 ciclos de voo. As aeronaves que registraram entre 22.600 e 29.999 ciclos devem ser inspecionadas dentro de 1.000 ciclos adicionais, diz o pedido.

É importante ressaltar que este caso não apresenta relação com a parada das operações das aeronaves modelo Boeing 737-8 MAX.