Simorgh Irã
Foto: Ministério da Defesa do Irã

O Irã agora conta com uma nova aeronave de transporte, apresentada nesta semana pelo Ministério da Defesa do país. O avião Simorgh foi fabricado pela empresa iraniana Iran Aircraft Manufacturing Industries Corporation, e coincidentemente se assemelha ao Antonov An-132.

De asa alta e fuselagem estreita, o Simorgh é equipado com dois motores turboélice de fabricação desconhecida, possivelmente proveniente da Rússia. 

Simorgh Irã
Foto: Ministério da Defesa do Irã

Poucos detalhes técnicos foram apresentados pelas autoridades do Irã, mas pela semelhança, o Simorgh não deve ser muito diferente do An-132 em raio de alcance e capacidade de carga, sendo que o avião saudita/ucraniano pode transportar até 9,2 toneladas a bordo ou 75 pessoas.

“Atender às necessidades das forças armadas em terra, mar, ar e guerra eletrônica é uma prioridade fundamental do ministério”, declarou o brigadeiro-general Mohammad Reza Ashtiani, que é Ministro da Defesa do Irã.

Os aviônicos foram desenvolvidos no próprio país, de acordo com o Irã, sempre ressaltando no comunicado que eles têm os melhores especialistas no setor de aviação, que estão desenvolvendo essa vertente no país. 

“Dados os desenvolvimentos na região e as ameaças contra a República Islâmica, as aeronaves desempenham um papel importante no transporte de carga, pessoal e apoio às forças armadas nos campos de batalha”, disse Ashtiani. Ele acrescentou que o avião pode ser usado para fins civis e militares.

Considerando que o Irã enfrenta há anos sanções do ocidente, e que impedem a importação de aeronaves novas ou componentes Europeus e Norte-Americanos, o Simorgh pode contribuir com o crescimento da aviação regional no país.