Irkut avança com certificação de motor russo e materiais compostos para o MC-21

Foto - Irkut/Via FlightGlobal

A Irkut relatou que o seu novo avião, o MC-21, conseguiu uma certificação adicional para alterações significativas de projeto, incluindo um novo motor.

As alterações são compostas por novas estruturas produzidas em material composto, além de uma autorização especial para o MC-21 voar pela primeira vez com motores PD-14, fabricados pela Aviadvigatel, algo que exige uma alteração de sistemas e nas estruturas de fixação do motor à asa.

Desta forma, a Irkut ganha autonomia para fazer o primeiro voo do MC-21-300 equipado com motores PD-14, sendo que 

“A instalação dos sistemas da aeronave está quase concluída, o desenvolvimento de software para a integração dos motores e os sistemas de controle da aeronave está em andamento”, disse o chefe da Rosaviatsia, Alexander Neradko, sobre o MC-21 equipado com motores de fabricação nacional.

Os materiais compostos, por sua vez, são produzidos pela empresa russa AeroKompozit, e estarão presentes nos aviões que serão produzidos em série. Anteriormente esses materiais compostos eram produzidos por outras empresas ocidentais, mas a Irkut optou por padronizar o fornecimento com empresas nacionais.

“A transição para materiais russos não levará a uma deterioração de desempenho do MC-21-300”, disse Neradko, afirmando que nas questões de segurança e qualidade os componentes se assemelham aos importados.

A utilização de materiais russos é importante para os prováveis clientes do MC-21, visto que estes não precisam se preocupar com embargos tecnológicos da Europa ou Estados Unidos, por isto que a Irkut fornece a aeronave equipada com novos motores de origem russa.


 

O Irkut MC-21

O MC-21-300 tem capacidade para 163 a 211 passageiros, sempre em configuração de duas classes. A Irkut promete um custo até 15% menor de operação do MC-21 em comparação com os concorrentes atuais, como o Airbus A321neo.

A Irkut tem mais de 185 encomendas, com mais 100 opções de compra, para o MC-21. Contudo, a maior parte dessas encomendas é proveniente de companhias da Rússia.

Esse teste da matéria faz parte da série de certificação do MC-21, que deverá ser concluída no final de 2021 na Rússia, e com o certificado emitido pela EASA ainda em 2021.

 

DEIXE UMA RESPOSTA