MC-21-300
Foto: Irkut

A Irkut anunciou que o MC-21 não contará mais com a opção de motores Pratt & Whitney PW1000G. Com isso, quem adquirir a aeronave, terá apenas o motor russo Aviadvigatel PD-14 com o MC-21-310.

A descontinuidade de envio de aviônicos e motores aeronáuticos por parte do ocidente após o início do conflito com a Ucrânia é o principal motivo da decisão, algo que já vinha se desenhando antes mesmo dos conflitos.

Visando se tornar menos independente de tecnologias ocidentais, o avião é a principal aposta da Rússia para o mercado de corredor único, hoje dominado pela Airbus e a Boeing. O desenvolvimento do avião está contando com tecnologias exclusivas russas, excluindo a necessidade de importar peças de outros países por conta das sanções econômicas.

Com a expectativa de entrar em operação ainda em 2022, a aeronave terá como cliente de lançamento a Rossiya Airlines, companhia subsidiária da estatal Aeroflot. A Irkut informou que duas aeronaves já estão prontas, mas precisam passar por uma supervisão do fabricante.

 

O Irkut MC-21

O MC-21-300 tem capacidade para 163 a 211 passageiros, sempre em configuração de duas classes. A Irkut promete um custo até 15% menor de operação do MC-21 em comparação com os concorrentes atuais, como o Airbus A321neo.

A Irkut tem mais de 185 encomendas, com mais 100 opções de compra, para o MC-21. Contudo, a maior parte dessas encomendas é proveniente de companhias da Rússia.

Tendo a Aeroflot com o maior número de pedidos da aeronave, a companhia é conhecida por operar por diversos anos da URSS somente com aviões fabricados no país. Atualmente, a companhia conta com uma frota de aviões Airbus e Boeing, com uma pequena presença do SSJ100, fabricado pela Sukhoi na Rússia.

A Aeroflot tem 50 pedidos firmes para o MC-21, e opções de compra para mais 35 aviões. Já o MC-21 acumula um total de 175 pedidos firmes para o MC-21.