Poucas horas após anunciar o início da produção em série do MC-21, a UAC apresentou a primeira aeronave produzida para equipar um avião direcionado ao primeiro cliente, a Aeroflot.

O componente é totalmente produzido em materiais compostos, o que permite um menor peso total para a aeronave. Além disso, representa um avanço da Rússia nas técnicas modernas de produção de uma aeronave.

O painel da asa de 17,5 metros de comprimento foi feito pela empresa russa JSC AeroComposite, usando uma fibra doméstica desenvolvida pela Universidade Estadual de Moscou e Rosatom.

“A tecnologia usada para produzir painéis da asa em grande escala com base na tecnologia de infusão foi desenvolvida pela AeroComposite e patenteada na Rússia”, disse Irkut em um comunicado. “O uso de materiais compósitos fortes e leves resultou no desenvolvimento de asa de alta proporção e melhorando o desempenho aerodinâmico da aeronave e, ao mesmo tempo, aumentando o diâmetro da fuselagem.”

A peça deve ser montada em breve no primeiro MC-21-300 a ser entregue à companhia aérea russa Aeroflot. As entregas estão programadas para começar no final de 2021, de acordo com o ministro russo do comércio e da indústria, Denis Manturov.

O MC-21-300 tem capacidade para 163 a 211 passageiros, sempre em configuração de duas classes. A Irkut promete um custo até 15% menor de operação do MC-21 em comparação com os concorrentes atuais, como o Airbus A321neo.

A Irkut tem mais de 185 encomendas, com mais 100 opções de compra, para o MC-21. Contudo, a maior parte dessas encomendas é proveniente de companhias da Rússia.