Israel começará quarentena de todas as chegadas por duas semanas

As últimas notícias de Israel indicam que o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, e seu governo, irão realizar uma auto-quarentena por um período de 14 dias devido ao coronavírus. Isso se aplica não apenas a estrangeiros, mas também a todos os cidadãos israelenses.

O primeiro-ministro utilizou o Twitter para divulgar a decisão. Veja no vídeo abaixo:

Essa decisão foi tomada como um meio de impedir Israel de sofrer um surto de coronavírus e terá duração de 14 dias. Os passageiros que não atenderem a esses requisitos não poderão entrar em Israel. Isso não se aplicará retroativamente às pessoas que já estão em Israel, a medida é efetiva imediatamente.

Israel se mostra empenhado a tomar precauções pesadas em meio ao surto global. Há pouco tempo, Israel recusou um voo da Korean Air devido a preocupações com o coronavírus. Enquanto os cidadãos israelenses tiveram permissão de desembarcar, o restante dos passageiros não teve a mesma sorte.

À medida que a situação continua evoluindo, no entanto, Israel continuará a atualizar suas políticas. A partir de agora, o país está focado em limitar a exposição mais ampla dos cidadãos ao coronavírus.

Essa mudança provavelmente levará a uma enorme queda na demanda por turismo. E isso definitivamente prejudicará a transportadora de bandeira de Israel, El Al, que já está enfrentando dificuldades financeiras devido a cancelamentos de voos. No entanto, o governo israelense provavelmente ajudará a empresa a retomar suas boas operações.

 

DEIXE UMA RESPOSTA