A frota de aeronaves F-35A Lightning II da Força Aérea Italiana teve sua capacidade operacional inicial declarada recentemente, no dia 30 de novembro.

A meta foi divulgada pelo General Alberto Rosso, da Força Aérea Italiana, após a finalização do 4º Curso de Vôo do Programa de Liderança Tática da Base Aérea de Amendola, na Itália.

Desta forma o país tornou-se o primeiro da Europa que declarou a capacidade de operar o F-35A em missões reais, algo que os Estados Unidos já realiza atualmente.

Além disso a Itália é o único país que tem um Centro de Montagem Final e revisão do F-35 fora dos EUA, a unidade é responsável por manutenções e revisões dos caças F-35 dos países europeus.

Os 90 caças F-35 encomendados pela Itália, sendo 15 para a Marinha, substituirão os 253 aviões Panavia Tornados, AMX Fighter Bombers e AV-8B Harriers.