Itapemirim
Foto: Autor desconhecido

Agora com quatro aeronaves em sua frota, a Itapemirim Transportes Aéreos emitiu um comunicado para os seus funcionários e colaboradores avisando que a empresa irá enviar três aeronaves ao exterior para a realização de manutenção preventiva.

Com uma frota composta por aeronaves  A320 e A319, ainda não se sabe quais serão as matrículas das aeronaves que irão ao exterior. 

Ainda segundo a companhia aérea, a decisão do envio das aeronaves vai ao encontro do seu plano estratégico de “readequação para o retorno das atividades o mais rápido o possível”.

Sem voar desde o dia 17 de dezembro, a Itapemirim tinha em seus planos contar com até 10 aeronaves em operação em outubro deste ano, ampliando para cerca de 50 aviões e 35 rotas comerciais até junho de 2022, algo que não se concretizou.

Com os planos de retomar as suas operações em fevereiro de 2022, a Itapemirim terá de conseguir um novo Certificado de Operador Aéreo (COA), atualmente suspenso pela ANAC.

O certificado foi emitido em abril deste ano, e poucos meses depois, no primeiro dia de julho de 2021, após ganhar a outorga que autorizava a realizar voos comerciais, a Itapemirim iniciou as suas operações.

Com informações: Valor Econômico

DEIXE UMA RESPOSTA