Clique Aqui e receba as principais Notícias da Aviação em tempo real diretamente no seu Whatsapp ou Telegram.

Itapemirim ITA Airbus A320
Foto: Gisele Orquídea/Aeroflap

Como informado anteriormente aqui no Portal Aeroflap, a Itapemirim espera sair da Recuperação Judicial antes da sua nova companhia aérea iniciar voos.

A base disto foi iniciada com um pedido, realizado no último dia 24 de maio pela companhia para encerrar a Recuperação Judicial. Este foi protocolado pelos advogados da empresa na 1ª Vara de falências e recuperações judiciais de São Paulo. A RJ ocorre desde 2016.

Apesar disso, a Itapemirim ainda tem uma alta dívida para resolver nas próximas semanas. 

Somente de dívida trabalhista, a empresa tem cerca de US$ 32 milhões para resolver na justiça. Este processo pode continuar mesmo após o fim da RJ, visto que a Itapemirim contesta o valor na justiça, solicitando um reajuste da dívida.

Além disso, a Itapemirim tem uma dívida total de R$ 167 milhões, somente com empresas e pessoas no Brasil, que a ITA tenta reajustar para US$ 45 milhões, valor total reconhecido pela empresa. Além disso, há uma dívida no exterior de US$ 15,9 milhões.

Deste total, há uma dívida de R$ 87 milhões criada somente devido aos desvios na gestão anterior, de acordo com a Itapemirim.

De acordo com a Itapemirim, há negociações para realizar o pagamento dessas dívidas até 2027, enquanto o montante com os ex-trabalhadores deve ser resolvido o quanto antes, apesar dos diversos adiamentos anteriores que só prolongam o processo.

Ônibus do Grupo Viação Itapemirim

Os ativos e imóveis da Itapemirim, que totalizam R$ 400 milhões podem ser colocados como garantia para o pagamento de dívidas, ajudando a encerrar a Recuperação Judicial.

Contudo, a empresa precisa tentar negociar o repasse de R$ 87 milhões da dívida para os ex-controladores. Como este processo está em segredo de justiça, não há mais detalhes sobre o andamento do mesmo.

A dívida total já foi diminuída em R$ 21,6 milhões, valor pago pela empresa para quitar vários passivos com os credores desde 2019.

“O Grupo Itapemirim tem cumprido rigorosamente todas as cláusulas do processo, incluindo os pagamentos aos credores. Diante disso, há a expectativa de uma decisão favorável para que o juiz Universal possa proferir sentença de encerramento da Recuperação Judicial, nos termos dos artigos 61 e 63 da Lei 11.101/05, com redação da Lei 14.112/20. O encerramento da Recuperação Judicial é um passo importante nesta nova fase do Grupo Itapemirim”, em nota de imprensa ao Diário do Transporte.