Itapemirim PS-SFC
Foto: Itapemirim/Divulgação

A empresa KLZ Indústria e Comércio de Confecções e Assessórios cobra da Itapemirim os valores referentes aos uniformes utilizados pelos tripulantes da empresa durante o ano de 2021.

A KLZ acionou a companhia aérea na justiça alegando que a Itapemirim pagou apenas uma parcela das cinco do acordo. Sidnei Piva, Presidente e dono do grupo de transportes, pagou outras parcelas, tendo sido a última apenas em setembro.

A empresa de confecção de uniformes e assessórios cobra na justiça cerca de R$ 176.501 sobre os uniformes para a companhia aérea. O acordo firmado previa o pagamento em cinco parcelas, totalizando R$ 708.369,63.

Além da KLZ, a Orbital também tem um montante de dinheiro referentes à prestação de serviços terceirizados em aeroportos para a Itapemirim Transportes Aéreos. A empresa disse que assim como a KLZ, está sem receber os valores desde setembro mas mesmo assim continuou prestando serviços para a companhia.

A divida com a Orbital fica próximo dos R$ 12 milhões, a ITA suspendeu suas operações na última sexta-feira (17) por estar sem os serviços da empresa terceirizada. Além da Orbital, a companhia aérea também era atendida pela Dnata. 

 

 

Fontes: Valor e O Globo

 

DEIXE UMA RESPOSTA