Cockpit do Boeing 767-400ER já baseado no Boeing 777.

A ITF (Federação Internacional dos Trabalhadores em Transporte) encaminhou ao Senado brasileiro uma carta na qual ressalta a importância de que os tripulantes brasileiros sejam incluídos entre as categorias profissionais que têm direito a aposentadoria especial.

Tramita no Senado o PLP (Projeto de Lei Complementar) nº 245/2019, que regulamenta a aposentadoria especial.

Em breve deverá ser apresentado relatório na CAE (Comissão de Assuntos Econômicos), e o SNA, ao lado da categoria, vem trabalhando para conscientizar os parlamentares pela inclusão dos aeronautas no texto.

Na carta, a ITF ressaltada que pilotos e comissários são submetidos a condições adversas de trabalho, incluindo baixa pressão atmosférica, baixa umidade do ar, altos níveis de ruído e exposição a radiação, além de serem submetidos a escalas de trabalho irregulares e mudanças frequentes de fuso horário.

A ITF lembra também que a Icao (Organização da Aviação Civil Internacional) recomenda que a idade limite para pilotos deve ser de 65 anos.

Clique para ver a carta na íntegra: https://bit.ly/2O8iU8k.

 

Via – SNA

DEIXE UMA RESPOSTA