Jet Airways Índia Companhia Aérea

Sem nenhum interessado na Jet Airways, a companhia indiana que suspendeu as suas operações em abril de 2019 pode declarar falência nesta semana, após ter seu processo de recuperação judicial recusado.

Até a data prevista em processo que ocorre na justiça nenhuma empresa havia feito uma proposta firme para ficar com a companhia aérea. Embora desde julho de 2019 muitos grupos tenham demonstrado interesse, poucos realmente apresentaram lances e nenhum ofereceu o plano de resolução necessário.

Na segunda-feira desta semana (09), prazo final, não havia interessados em comprar a Jet Airways.

Logo depois que a Jet Airways interrompeu as operações em abril, o governo redistribuiu a maioria de seus slots para outras companhias aéreas indianas.

A companhia mal tem aeronaves na sua frota, com somente três aviões Boeing 737 de sua propriedade, e mais 9 aviões A330 e 777. A Jet Airways já operou com mais de 120 aviões na frota, muitos eram arrendados, e foram retomados pelas empresas de leasing logo após a companhia paralisar as suas operações.

No auge, a companhia atendida 57 destinos diferentes, e sua malha internacional alcançava 15 países. Boa parte dos voos foram assumidos por novas companhias da Índia, focadas em mercado Low Cost, como a IndiGo, GoAir e Vistara.

 

DEIXE UMA RESPOSTA