Foto - JetBlue/Reprodução

A companhia aérea americana de baixo custo, JetBlue, anunciou hoje(27/10) que adiou suas entregas de aeronaves da Airbus. O motivo é a baixa demanda que ainda afeta a aviação no mundo todo além das restrições impostas pelos governos para os viajantes entrarem e saírem do país.

A JetBlue disse ainda que suas receitas do trimestre caíram cerca de 76% devido a baixa demanda de viagens. A companhia operou apenas 42% de toda a sua capacidade em comparação ao ano de 2019, entretanto, devido as operações reduzidas a companhia pode reduzir a queima de caixa diária. 

A companhia fundada por David Neeleman, coirmã da Azul, realizou uma profunda reavaliação de seus planos financeiros. A companhia refinanciou um empréstimo de US$ 1 bilhão que teria vencimento em 2021, além disso captou cerca de US$ 114 milhões do fundo de ajuda da Lei CARES.

Dentre os planos revistos, também estava em relação a sua frota. A empresa disse que chegou a um acordo com a Airbus para adiar a entrega de aeronaves, isso porque o pagamento é feito no ato da entrega do avião. Sem receber aeronaves, com a demanda baixa a JetBlue pode ter uma grande economia em pouco tempo. 

“Nossa premissa de planejamento para o quarto trimestre é um declínio de receita de aproximadamente 65% ano a ano. Embora ainda haja muita incerteza sobre a evolução do coronavírus, estamos começando a ver a curva de reserva se estender um pouco para o próximo feriado de Ação de Graças e dezembro”, Disse Joanna Geraghty, Presidente e COO da JetBlue.

 

DEIXE UMA RESPOSTA