JetSmart Chile Airbus A320neo

A Direção Geral de Aeronáutica Civil (DGAC), vinculada ao Ministério de Transportes e Comunicações do Peru, concedeu à JetSMART Airlines o Certificado de Operador Aéreo (AOC, na sigla em inglês), com o qual a companhia aérea se constitui como uma nova operadora no território peruano.

Este é o terceiro país da América do Sul onde a companhia aérea terá voos domésticos, além do Chile e da Argentina.

Dessa forma, a empresa formaliza suas atividades no país como JetSMART Peru, com previsão para iniciar suas operações no segundo trimestre do ano, voando em uma primeira etapa para quatro destinos nacionais, incluindo Cuzco, Piura, Trujillo e Arequipa, além de três voos inter-regionais, ou seja, sem a necessidade de passar por Lima.

A obtenção deste certificado implicou o cumprimento de todas as regulamentações e requisitos de segurança operacional exigidos pelo governo peruano, além de credenciar no processo a capacidade legal, técnica e econômico-financeira da empresa para obter a licença plena.

“Essa certificação confirma mais uma vez nosso compromisso de continuar crescendo e nos posicionar como a companhia aérea de baixo custo líder na América do Sul, oferecendo aos nossos clientes voos com segurança, confiabilidade e pontualidade, em aviões novos e com tarifas ultrabaixas. Assim, estamos nos aproximando da nossa meta de 100 aeronaves até 2027 e levando o transporte aéreo para quem ainda não tem acesso”, disse Estuardo Ortiz, CEO da JetSMART Airlines.

A JetSMART chegou ao Peru em 2017, em rotas internacionais conectando a capital Santiago a Lima, Arequipa e Trujillo. A companhia aérea terá aeronaves de última geração para suas conexões domésticas no país: Airbus A320neo, cujas principais características incluem 20% menos consumo de combustível e quase 50% de redução de ruído.