O Governo do México está tentando vender um Boeing 787 que foi usado como avião presidencial. As operações do luxuoso Boeing no entanto, foram questionadas e consideradas um desperdício pelo atual presidente Andrés Manuel Lopez Obrador. 

Enquanto o governo considerou até rifar o avião, para repassar o quanto antes a propriedade do avião e evitar pagar diversas taxas e custos de manter a aeronave parada.

Mas, negociações entre o México e o Canadá podem incluir a venda do 787 Dreamliner de interior luxuoso por US$ 130 milhões, um valor bem abaixo do preço de aquisição da aeronave, superior a US$ 370 milhões na época.

Informações apontam que Justin Trudeau, primeiro-ministro do Canadá, está negociando com Andrés Obrador  o Boeing 787, que no governo canadense substituiria diretamente o Airbus A310-300 do país, visto que essa aeronave está envelhecendo, inclusive no ano passado o A310 do governo do Canadá sofreu um incidente em dezembro, provocando maiores gastos em relação a manutenção.

No México o Boeing 787 ficou parado por quase um ano e com isso os custos de manutenção cresceram ainda mais. O luxuoso avião se torna ainda mais raro por é um dos poucos Boeings 787 convertido para transportes VIPs de governo.

O avião foi adquirido em 2012 a um custo de 370 milhões de dólares. Além disso, o Governo Mexicano planeja vender mais 60 aviões e 70 helicópteros do governo.

Nas imagens abaixo podemos ver um luxuoso interior VIP, com dala de reuniões, capacidade para transportar até 80 pessoas de modo bem confortável. Ainda há suítes com camas de casal e banheiros com chuveiro quente. 

 

Confira essa vídeo com mais detalhes do luxuoso interior do 787 presidencial:

 

DEIXE UMA RESPOSTA