Latam Brasil
Foto: Gabriel Benevides/Aeroflap

A LATAM Brasil divulgou que precisará cancelar cerca de 47 voos ao longo deste mês, devido a um aumento de casos de Covid-19 e Influenza (Gripe-H3N2) no quadro de tripulantes da companhia.

Apesar dos cancelamentos, o quadro deverá ser de pouco impacto na aérea, que opera cerca de 700 voos por dia. O cliente afetado pode solicitar a alteração do seu voo, ou até mesmo o reembolso da passagem aérea se a remarcação não for do agrado.

No momento a companhia aérea mais afetada pela alta nos casos de Covid-19 e Influenza é a Azul, com centenas de voos comprometidos ao longo de janeiro, a maioria ao longo desta primeira semana do ano. Caso a situação não se agrave na LATAM, a companhia deve ter cerca de 1% dos seus voos agendados para janeiro afetados.

Azul
Foto: Gabriel Benevides/Aeroflap

Desde quinta-feira cerca de 89 voos da Azul foram cancelados devido ao baixo número de tripulantes disponíveis para cumprir escala, de acordo com informações do G1. Muitos estão de atestado médico devido à Covid-19 ou Influenza.

Anteriormente a GOL e LATAM, assim como companhias aéreas associadas da ABEAR exigiram que seus tripulantes vacinassem contra Covid-19, atingindo uma média acima de 99% desses funcionários vacinados. Alguns, no entanto, não receberam a vacina da Gripe.

Por conta dos cancelamentos de voos, e também pela expansão da frota nas últimas semanas, a Azul abriu vagas para Comissários de Bordo recentemente. A prioridade na lista de contratação será para tripulantes demitidos da LATAM e Itapemirim.

Para contornar a situação, não só a Azul, mas outras companhias aéreas estão procurando voluntários que desejem trocar suas folgas adicionais por bonificações aos que optarem por trabalhar em janeiro. Como se sabe, por lei, os tripulantes possuem o direito a 10 folgas mensais. A companhia aérea pagará até o triplo para o tripulante ter 9 folgas mensais.

 

DEIXE UMA RESPOSTA