O LATAM Pass, programa de fidelidade do Grupo LATAM Airlines, pensando no melhor aproveitamento das vantagens para seus clientes, anunciou medidas de flexibilização durante a crise global de saúde causada pelo Coronavírus (COVID-19).

A partir de hoje (1º), quando é realizada a requalificação anual do programa (que considera o comportamento de voo entre 1º de janeiro de 2019 e 31 de dezembro de 2019), todos os clientes irão manter a Categoria Elite vigente até 31 de março de 2022.

Como exemplo, um cliente que for qualificado como Categoria Black, irá manter esse status por dois anos, até 2022 (nas regras atuais, esse período é de um ano). Para clientes que possuem a categoria Gold devido à assinatura do Clube LATAM Pass, a revalidação permanece dependente da assinatura do Clube ativa (5.000 ou 10.000).

Vale lembrar que as novas metas de qualificação passam a valer também a partir de 1º de abril de 2020.

Além disso, desde 27 de março deste ano, clientes que solicitaram qualquer tipo de reembolso de passagens aéreas emitidas com pontos e que seriam expirados no momento do reembolso, recebem a devolução desses pontos com revalidação por mais 180 dias.

Como exemplo, um cliente que resgatou uma passagem com pontos (estes que venceriam em 10 de abril), quando solicitado o reembolso, ganha mais 6 meses (180 dias) de validade para utilizá-los novamente.

 

Flexibilidade para remarcação de viagens


O LATAM Pass, assim como todo o Grupo LATAM Airlines, ainda está oferecendo flexibilidade de suas regras para alterações de passagens emitidas com pontos, tanto para voos cancelados quanto para demais voos ainda programados pela companhia.

Essas regras visam auxiliar os passageiros impactados por esta crise sem precedentes e estão disponíveis em https://www.latam.com/pt_br/experiencia/coronavirus/.

 

DEIXE UMA RESPOSTA