LATAM Real Aviation

A LATAM prevê recuperar no Brasil até 97% da sua oferta doméstica de assentos (ASK*) em abril de 2022, na comparação com o mesmo mês de 2019 (antes da pandemia de Covid-19). No Brasil, a companhia programou para este mês uma média de 503 voos domésticos por dia para 49 destinos nacionais (antes da pandemia eram 44).

Nas rotas internacionais a partir do Brasil, a LATAM prevê recuperar em abril até 53% da sua oferta de assentos (ASK*) e já restabeleceu voos para 18 destinos: Assunção, Barcelona, Bogotá, Buenos Aires/Aeroparque, Cidade do México, Frankfurt, Lima, Lisboa, Londres, Madri, Mendoza, Miami, Milão, Montevidéu, Nova York, Orlando, Paris e Santiago. Neste mês, a empresa reativou os voos diretos entre Rio de Janeiro/Galeão e Lima, com 3 voos semanais.

Operação global do Grupo LATAM

Somadas todas as suas filiais, o Grupo LATAM prevê retomar até 70% da sua oferta total de assentos (ASK*) em abril de 2022, na comparação com abril de 2019 (antes da pandemia de COVID-19). Além disso, prevê operar neste mês quase 1.059 voos domésticos e internacionais por dia para 132 destinos em 20 países. Na divisão de cargas, a companhia programou 1.360 voos em aeronaves cargueiras, inclusive com a entrega de uma aeronave convertida em cargueiro, totalizando 13 cargueiros na frota.

Para este mês, destaca-se o início das operações do trecho Lima-Cartagena-Rio de Janeiro/Galeão e também da rota Quito-Bogotá, ampliando as opções de conectividade entre os países da América do Sul.

Resultado operacional de março de 2022

No mercado doméstico do Brasil, em março de 2022 (na comparação com março de 2019), a LATAM registrou uma demanda de passageiros (RPK**) de 99,8% e uma oferta de assentos (ASK*) de 100,8%, resultando em uma taxa de ocupação de 79,9%.

Ao todo, em março de 2022 e na comparação com março de 2019, o Grupo LATAM registrou uma demanda de passageiros (RPK**) de 66,5% e uma oferta de assentos (ASK*) de 67,9%, resultando em uma taxa de ocupação de 81,1%. Já no transporte de cargas, registrou uma ocupação de 60,6% com um aumento de 2,6% em relação a março de 2019.

Via: LATAM Brasil