LATAM prorroga até 31/01 o transporte gratuito de profissionais da saúde no combate ao Coronavírus

A LATAM Airlines acaba de prorrogar até o dia 31 de janeiro de 2021 o transporte gratuito a profissionais de saúde para atuar no combate à COVID-19, uma ação iniciada em 23 de março de 2020 e que já transportou sem custos cerca de 660 profissionais.

A iniciativa, que faz parte do programa Avião Solidário, permite que médicos, enfermeiros e demais especialistas envolvidos no combate à pandemia continuem contando com isenção total da tarifa aérea, pagando apenas a taxa de embarque, bem como acumulando mil pontos no programa LATAM Pass por cada cada trecho voado.

Para contar com esse benefício, os profissionais da saúde devem se apresentar nas lojas da LATAM, localizadas nos aeroportos, com até duas horas de antecedência aos voos para seguir ao seu destino, sem custos, pagando apenas a taxa de embarque.

É indispensável a apresentação de: 

  • Documento profissional validado pelo conselho regional competente;
  • Carta emitida pela empresa ou instituição de saúde que comprove o motivo da viagem: o cuidado às pessoas enfermas ou com suspeita de contaminação pela COVID-19.

Mais detalhes sobre a documentação podem ser acessados na página: Passagens para Profissionais de Saúde envolvidos no combate ao Coronavírus.

O Avião Solidário é um programa da LATAM que beneficia há 9 anos a América Latina por meio da conectividade e da capacidade de transporte de negócios de passageiros e de carga.

O programa atende ao longo do ano diversas necessidades de saúde em toda a América do Sul: além de transportar profissionais de saúde e pacientes que precisam receber tratamento médico, é realizado o transporte gratuito de órgãos, tecidos e células-tronco, e também de equipamentos e suprimentos médicos.


Durante a pandemia, foram transportados pela LATAM mais de 500 órgãos e tecidos por toda a América do Sul, possibilitando uma segunda chance de vida a pacientes da região.

Além disso, nos últimos meses para auxiliar no tratamento e salvamento de pacientes com câncer, a companhia transportou células-tronco na sua operação de carga: sendo seis para pacientes do Chile na rota Frankfurt-Santiago; um transporte de células do Brasil para a Argentina e um transporte de células-tronco de Santiago para a Europa.

Em insumos, já foram transportados mais de 730 toneladas de cargas, desde o início da crise sanitária, principalmente suprimentos médicos como máscaras, testes rápidos para testar Covid-19, medicamentos, entre outros produtos, de diferentes partes do mundo para a região, beneficiando Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Peru e Argentina.

 

DEIXE UMA RESPOSTA