Em 2017 a LATAM começou um movimento para melhorar a qualidade dos seus serviços, principalmente os relacionados ao conforto e experiência do passageiro.

O primeiro passo foi anunciar, bem depois da GOL e da Avianca, a incorporação do serviço de internet via satélite, com distribuição interna por Wi-Fi. O segundo passo foi anunciar uma renovação de interior para as aeronaves que realizam voos nacionais e, realmente, os aviões estão precisando de novos interiores.

E parece que a companhia também está animada em investir mais no mercado internacional, depois de anos sem apresentar nenhuma novidade. A companhia vai melhorar o sistema de bordo e a experiência de conforto dos passageiros que voam nos 767 e 777, padronizando os sistemas com os modernos Boeing 787 e Airbus A350, este último utilizado pela filial brasileira. O interior será baseado nesses novos aviões, mas respeitando a particularidade de cada tipo de avião.

Assentos da Business Class do Airbus A350. Foto – LATAM

Essas mudanças acompanharão a renovação de interior de parte da frota que cumpre voos nacionais, composta por aviões da família A320. O sistema de Wi-Fi com internet e entretenimento também será instalado nos aviões narrowbody (único corredor).

Ao todo a empresa espera investir US$ 400 milhões nos próximos três anos para renovar o interior de seus aviões, isso para 66% dos aviões que precisam de renovação, incluindo a frota de voos domésticos. É um valor bastante elevado, e reflete a nova mentalidade da companhia de focar na experiência do passageiro para fazer frente com a concorrência, que está apresentando seguidas novidades.